Doce-amarga


O INTUITO DA POSTAGEM É EDUCACIONAL E SE BASEIA NOS CONHECIMENTOS DA MEDICINA TRADICIONAL. A AUTO-MEDICAÇÃO DEVE SER EVITADA E A AVALIAÇÃO MÉDICA É DESEJÁVEL ANTES DE SE UTILIZAR AS PLANTAS MEDICINAIS.


A doce-amarga é uma planta trepadeira nativa da Europa e Ásia, espalhando-se por todo o mundo. Na América do Norte é considerado um problema por ser uma erva invasora. Prospera em todos os tipos de terreno. Adoce-amarga é uma planta herbácea perene capaz de atingir 4 metros de altura, embora a maioria não atinja 2 metros. As folhas têm 4-12 cm de comprimento, pontas de flecha e lobadas. As flores estão em cachos de 3 a 20 e são compostas por cinco pétalas roxas e estames amarelos. O fruto é uma baga vermelha ovóide.


Nome científico: Solanum dulcamara

Nomes comuns: doce-amarga, dulcamara

Partes da planta utilizadas: a planta inteira, exceto as raízes.

Composição: tanino, saponina, alcalóides

Ação farmacológica: analgésica, purificante, diurética

Indicações: afecções da pele, dermatite.

Contra-indicações: não utilizar durante a gravidez e lactação.


Modo de uso: aquecer 1/4 litro de água até ferver. Adicionar 2 colheres de chá de agridoce e deixar repousar 10 minutos. Tomar 3 xícaras por dia.


#fitoterapia #doceamarga #dulcamara #medicinatradicional #medicinaintegrativa #saudeintegrativa #plantasmedicinais


Referências bibliográficas:

  1. López PM. Manual práctico de fitoterapia. Descripción de las plantas medicinales y preparación de remédios naturales. Guíasprácticas Nº 4. Plantasmedicinales.net, 2017

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo