Colheita das plantas medicinais


A maior parte das plantas medicinais é colhida de culturas ao redor do mundo, mas ainda existem regiões em que elas são obtidas no meio da flora silvestre. Caso vá a alguma região que possui determinadas plantas, é fundamental conhecer as leis ambientais do país onde está, para verificar se há alguma restrição legal à coleta da planta ou parte dela . Além disso, vale a pena se certificar se aquela planta não está ameaçada de extinção e, neste caso, optar por plantas com propriedades semelhantes e que possam ser cultivadas.

Vale a pena considerar fazer uma plantação daquelas plantas medicinais que podem ser mais utilizadas em alguns vasos na própria residência.

Plantas silvestres

A retirada completa ou o corte das plantas silvestres inteiras não é uma prática recomendável. Caso haja necessidade, é aconselhável fazer a retirada cuidadosa de uma flor, uma folha ou um galho, para que não comprometa a planta medicinal e, dessa forma, permitir que outras pessoas possam aproveitar os benefícios destas plantas.


Época do ano mais favorável

A melhor época para a colheita das plantas medicinais é variável, pois depende do clima, estação do ano e de que parte é usada. De forma geral, durante a floração é quando as plantas medicinais contêm a maior quantidade de ingredientes ativos, e, dessa forma, é o melhor momento de cortar as flores, as folhas ou a planta inteira.

Quando precisamos da raiz, devemos esperar o segundo ano de idade da planta para que ela tenha maior eficácia. O Outono é a melhor estação para a colheita da raiz.

Quando precisar da casca, o melhor momento é a Primavera. Além disso, é fundamental tirar um pedaço de forma a não causar grande dano à planta.

Os frutos, geralmente, são bem acessíveis e devem ser colhidos quando estiverem próximos à sua maturação.


Referências bibliográficas:

  1. López PM. Manual práctico de fitoterapia. Descripción de las plantas medicinales y preparación de remédios naturales. Guíasprácticas Nº 4. Plantasmedicinales.net, 2017


20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo