Abacate



O INTUITO DA POSTAGEM É EDUCACIONAL E SE BASEIA NOS CONHECIMENTOS DA MEDICINA TRADICIONAL. A AUTO-MEDICAÇÃO DEVE SER EVITADA E A AVALIAÇÃO MÉDICA É DESEJÁVEL ANTES DE SE UTILIZAR AS PLANTAS MEDICINAIS.


O abacate é uma árvore nativa do México pertencente à família Lauraceae. Esta espécie pode atingir 20 m de altura. As folhas verde-escuras são dispostas alternadamente ao longo dos caules, com 12 a 25 cm de comprimento. As pequenas flores amarelo-esverdeadas produzem frutos em forma de pêra que podem ser verde-escuros e às vezes roxos a pretos, dependendo da variedade e do grau de maturação. Seu tamanho, embora dependendo da variedade, é de cerca de 7 a 20 cm de comprimento e seu diâmetro máximo é de cerca de 6 cm, com uma grande semente central.


Nome científico: Persea americana

Nomes comuns: abacate

Parte da planta usada: fruta

Composição: ácidos graxos, triterpenos, vitaminas

Ação farmacológica: analgésico, anti-inflamatório, emoliente

Indicações: osteoartrite, problemas de pele

Contra-indicações: alergia ao abacate


É importante consultar o seu médico, caso esteja utilizando alguma medicação e tiver intenção de usar o abacate insaponificável.


Modo de emprego:

Uso interno: para osteoartrite existem preparações insaponificáveis ​​de abacate e soja.

Uso externo: existem muitos cremes com óleo de abacate, especialmente para tratar a pele seca.


Os estudos sugerem que o consumo de abacate auxilia o perfil metabólico lipídico.


Referência bibliográfica:

  1. Edwards CG, Walk AM, Thompson SV, Reeser GE, Erdman JW Jr, Burd NA, Holscher HD, Khan NA. Effects of 12-week avocado consumption on cognitive function among adults with overweight and obesity. Int J Psychophysiol. 2020 Feb;148:13-24. doi: 10.1016/j.ijpsycho.2019.12.006. Epub 2019 Dec 14.

  2. Khan NA, Edwards CG, Thompson SV, Hannon BA, Burke SK, Walk ADM, Mackenzie RWA, Reeser GE, Fiese BH, Burd NA, Holscher HD. Avocado Consumption, Abdominal Adiposity, and Oral Glucose Tolerance Among Persons with Overweight and Obesity. J Nutr. 2021 Sep 4;151(9):2513-2521. doi: 10.1093/jn/nxab187.

  3. López PM. Manual práctico de fitoterapia. Descripción de las plantas medicinales y preparación de remédios naturales. Guíasprácticas Nº 4. Plantasmedicinales.net, 2017

  4. Mahmassani HA, Avendano EE, Raman G, Johnson EJ. Avocado consumption and risk factors for heart disease: a systematic review and meta-analysis. Am J Clin Nutr. 2018 Apr 1;107(4):523-536. doi: 10.1093/ajcn/nqx078.

  5. Peou S, Milliard-Hasting B, Shah SA. Impact of avocado-enriched diets on plasma lipoproteins: A meta-analysis. J Clin Lipidol. 2016 Jan-Feb;10(1):161-71. doi: 10.1016/j.jacl.2015.10.011. Epub 2015 Nov 2.

  6. Segovia-Siapco G, Paalani M, Oda K, Pribis P, Sabaté J. Associations between Avocado Consumption and Diet Quality, Dietary Intake, Measures of Obesity and Body Composition in Adolescents: The Teen Food and Development Study. Nutrients. 2021 Dec 15;13(12):4489. doi: 10.3390/nu13124489.

  7. Sousa FH, Valenti VE, Pereira LC, Bueno RR, Prates S, Akimoto AN, Kaviani M, Garner DM, Amaral JAT, de Abreu LC. Avocado (Persea americana) pulp improves cardiovascular and autonomic recovery following submaximal running: a crossover, randomized, double-blind and placebo-controlled trial. Sci Rep. 2020 Jul 1;10(1):10703. doi: 10.1038/s41598-020-67577-3.

  8. Tabeshpour J, Razavi BM, Hosseinzadeh H. Effects of Avocado (Persea americana) on Metabolic Syndrome: A Comprehensive Systematic Review. Phytother Res. 2017 Jun;31(6):819-837. doi: 10.1002/ptr.5805. Epub 2017 Apr 10.


#fitoterapia #abacate #medicinatradicional #medicinaintegrativa #saudeintegrativa #plantasmedicinais



24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo