top of page

IG1 Shangyang


Shangyang - Intestino Grosso 1

Yang da Fase de Mudança Metal


Ponto jing (poço) do canal do Intestino Grosso

Ponto Metal do canal do Intestino Grosso


Localização

Na face dorsal do dedo indicador, na junção das linhas traçadas ao longo da borda radial da unha e a base da unha, aproximadamente 0,1 cun do canto da unha.


Agulhamento

Inserção perpendicular ou oblíqua direcionada proximalmente de 0,1 a 0,2 cun, ou picada para sangrar.


Ações

Limpa o calor, reduz o inchaço e alivia a dor

Retoma a consciência


Indicações

Obstrução dolorosa na garganta, dor de dente na mandíbula inferior, dor na bochecha inferior, inchaço da região submandibular, boca seca, surdez, zumbido.

Perda de consciência por insolação, perda de consciência, plenitude de qi do tórax irradiando para a região costal lateral, dispneia e tosse, doença febril com ausência de sudorese, malária quente.

Dor no ombro e nas costas que irradia para a fossa supraclavicular, dormência e calor dos dedos.


Comentário

O termo 'shang' no nome deste ponto é a nota associada à fase metal em um antigo sistema de notação musical, enquanto 'yang' denota o canal Yang e serve para diferenciar este ponto de Shaoshang P11 'Shang Mínimo'. Shangyang IG1 é o ponto do Metal do canal do Intestino Grosso.

Como o ponto mais distal do canal do Intestino Grosso, Shangyang IG1 tem um efeito rápido na resolução de calor, inchaço e dor na extremidade oposta do canal, mais frequentemente devido ao ataque de vento-calor ou acúmulo de fogo tóxico. De acordo com a Ode para Elucidar Mistérios "a raiz do Yangming da mão é Shangyang IG1 e dá nós em Futu IG18 e Pianli IG6". Essa afirmação enfatiza a afinidade especial desse ponto com o ouvido (que é alcançado pelo canal luo de conexão do Intestino Grosso de Pianli IG6), refletido em suas indicações para zumbido e surdez. Além disso, o canal primário do Intestino Grosso atravessa a parte inferior da bochecha e entra na mandíbula inferior, enquanto o canal divergente do Intestino Grosso sobe ao longo da garganta. Shangyang IG1 é, portanto, usado para distúrbios dessas regiões caracterizados por inchaço grave e repentino, calor e dor, por exemplo, dor de dente da mandíbula inferior, obstrução dolorosa da garganta e inchaço da região submandibular. A capacidade de Shangyang IG1 de eliminar dinamicamente o calor tem uma aplicação mais ampla no tratamento de doenças febris, especialmente a malária.

Em comum com os outros pontos jing (poço), Shangyang IG1 é usado para reviver do colapso e é indicado para perda de consciência (por insolação).

Um ramo do canal do Pulmão termina em Shangyang IG1 e como o ponto metálico do canal metálico yang, é indicado para plenitude caracterizada pela estagnação do Qi no Pulmão, que pode ser:

I. irradiar para a região costal lateral, e

II. causar dispneia e tosse.

Em relação a essa capacidade de limpar a plenitude da região do peito, Shangyang IG1 é típico dos pontos jing (poço).

Finalmente, o músculo do Intestino Grosso e os canais divergentes conectam-se com a coluna, e Shangyang IG1 é indicado para dor no ombro e nas costas que irradia para a fossa supraclavicular.


Combinações

Doença febril com ausência de sudorese: Shangyang IG1, Hegu IG4, Yangxi IG5, Xiaxi VB43, Lidui E45, Laogong CS8 e Wangu ID4 (Grande Compêndio).

Malária fria: Shangyang IG1 e Taixi R3 (Cem Sintomas).

Malária com febre generalizada: Shangyang IG1, Sanjian IG3, Zhongzhu TA3, Yindu R19 e Shaohai C3 (Suplementação de Vida).

Malária crônica: Shangyang IG1, Zhongzhu TA3 e Qiuxu VB40 (Grande Compêndio).

Zumbido: Shangyang IG1, Pianli IG6, Yangxi IG5, Luoque B8, Wangu ID4 e Qiangu ID2 (Suplementação de Vida).

Surdez: Shangyang IG1, Zhongzhu TA3, Waiguan TA5, Erheliao TA22, Tinghui VB2, Tinggong ID19, Hegu IG4 e Zhongchong CS9 (Espelho Precioso).

Boca e língua secas de difícil ingestão: Shangyang IG1, Danshu B19 e Xiaochangshu B27 (Fórmulas dos Mil Ducados).

Inchaço da fossa supraclavicular: Quepen E12, Shangyang IG1, Taixi R3 e Zulinqi VB41 (Grande Compêndio).


Referências bibliográficas:

  1. Deadman P, Al-Khafaji M, Baker K. A Manual of Acupuncture. Journal of Chinese Medicine 1998. ISBN: 0951054678

  2. Focks, C. Guia prático de acupuntura: localização de pontos e técnicas de punção. Barueri, SP: Manole, 2008

  3. Yamamura, Y. Acupuntura tradicional - A Arte de Inserir. 2ª ed. São Paulo, SP: Roca, 2004

480 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page