Xarope para tosse


O INTUITO DA POSTAGEM É EDUCACIONAL E SE BASEIA NOS CONHECIMENTOS DA MEDICINA TRADICIONAL. A AUTO-MEDICAÇÃO DEVE SER EVITADA E A AVALIAÇÃO MÉDICA É DESEJÁVEL ANTES DE SE UTILIZAR AS PLANTAS MEDICINAIS.


Com a chegada do inverno, os casos de resfriados e síndromes gripais aumentam.

Na presenta destes quadros, alguns sintomas irritantes, como a tosse e o catarro, podem aparecer.

É importante a avaliação médica para identificar a causa destes problemas de saúde e propor um tratamento adequado.

Este xarope de alho, tomilho e mel pode avaliar o desconforto enquanto durar a doença.


Ingredientes:

3 colheres de mel de tomilho ou eucalipto.

1 dente de alho.

3 ramos de tomilho fresco ou 1 colher de chá já seca.

1 colher de chá de azeite extra virgem.


Preparação

Num almofariz junte o dente de alho descascado, o tomilho e o azeite.

Misture bem os ingredientes até formar uma pasta.

Adicione o mel e misture bem com o restante.

Cubra e deixe descansar por 3 horas.

Filtre a calda por uma peneira em uma jarra de vidro.

Feche o recipiente e mantenha-o em temperatura ambiente.


Posologia:

Tomar de 2 a 3 colheres de chá ao longo do dia, sendo recomendado 1 colher de chá meia hora antes de dormir.

Pode ser preparada uma infusão de tomilho ou eucalipto e adicionar uma colher de chá da calda para reforçar o efeito.


Observações:

Este xarope é especialmente indicado para tosse acompanhada de muco abundante.

Para a tosse seca, a malva-branca e o tussílago serão melhores opções.

Devido à quantidade de açúcares naturais no mel, é contraindicado em diabéticos.

Também não é recomendado para crianças menores de 5 anos de idade.

Este xarope pode durar cerca de 4 ou 5 dias.

Após esse tempo, ele terá perdido suas propriedades e é preferível descartá-lo.

#fitoterapia #tosse #xarope #medicinatradicional #medicinaintegrativa #saudeintegrativa #plantasmedicinais

Referência bibliográfica:

López PM. Manual práctico de fitoterapia. Descripción de las plantas medicinales y preparación de remédios naturales. Guíasprácticas Nº 4. Plantasmedicinales.net, 2017

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo