Tanchagem


O INTUITO DA POSTAGEM É EDUCACIONAL E SE BASEIA NOS CONHECIMENTOS DA MEDICINA TRADICIONAL. A AUTO-MEDICAÇÃO DEVE SER EVITADA E A AVALIAÇÃO MÉDICA É DESEJÁVEL ANTES DE SE UTILIZAR AS PLANTAS MEDICINAIS.


A tanchagem é uma planta herbácea perene nativa de toda a Europa, América do Norte e Ásia ocidental, onde cresce em terra seca, encostas e estradas. Tem caules de flores que atingem 30-50 cm de altura, possui um rizoma central curto do qual brotam muitas raízes amarelas. As folhas lanceoladas ou ovadas, longas, ligeiramente dentadas e radicais estão dispostas em roseta basal na base do caule, possuem 3-7 nervuras longitudinais que se estreitam e continuam no pecíolo. A inflorescência terminal é uma espiga densa com flores brancas ou roxas muito pequenas. A espiga é curta durante a floração e depois se alonga.


Nome científico: Plantago lanceolata

Nomes comuns: tanchagem, tanchagem-maior, tanchás, tachá, tansagem, transagem, sete-nervos, tançagem, tanchagem-média, plantagem.

Parte da planta utilizada: folhas.

Composição: flavonóides, mucilagem, fenóis.

Ação farmacológica: antibacteriana, emoliente, anti-inflamatória.

Indicações: problemas respiratórios, coriza, prisão de ventre.

Contra-indicações: alergia a algum componente da fórmula.


Modo de usar: aqueça 1/4 litro de água até ferver e despeje sobre 1 colher de chá de banana. Deixe em infusão por 10 minutos. Tome 3 xícaras por dia. Para obter todos os benefícios da tanchagem, seria aconselhável usar extratos da planta fresca.


#fitoterapia #tanchagem #medicinatradicional #medicinaintegrativa #saudeintegrativa #plantasmedicinais


Referência bibliográfica:

López PM. Manual práctico de fitoterapia. Descripción de las plantas medicinales y preparación de remédios naturales. Guíasprácticas Nº 4. Plantasmedicinales.net, 2017

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo