Salgueiro


O INTUITO DA POSTAGEM É EDUCACIONAL E SE BASEIA NOS CONHECIMENTOS DA MEDICINA TRADICIONAL. A AUTO-MEDICAÇÃO DEVE SER EVITADA E A AVALIAÇÃO MÉDICA É DESEJÁVEL ANTES DE SE UTILIZAR AS PLANTAS MEDICINAIS.


A casca de salgueiro foi mencionada em textos antigos da Assíria, Suméria e Egito como remédio para dores e febres, e o médico grego Hipócrates escreveu sobre suas propriedades medicinais por volta do século V aC. C. Os índios americanos focalizaram nele a base de seus tratamentos médicos. O extrato ativo da casca, chamado salicina, foi isolado em sua forma cristalina em 1828 por Henry Leroux, farmacêutico francês, e Rafaelle Piria, químico italiano, que conseguiram então separar o ácido em estado puro.


Nome científico: Salix sp.

Nomes comuns: salgueiro.

Parte da planta utilizada: casca.

Composição: salicina, taninos, flavonóides.

Ação farmacológica: analgésico, anti-inflamatório.

Indicações: febre, reumatismo, dor de cabeça, dor.

Contraindicações: hipersensibilidade à salicina.


Modo de usar: aqueça 2 colheres de chá de salgueiro em 1/4 litro de água até ferver e deixe em infusão por 5 minutos. Tome 3 xícaras por dia após as refeições.


Um estudo sugere que o salgueiro possa melhorar a dismenorreia.


#fitoterapia #salgueiro #medicinatradicional #medicinaintegrativa #saudeintegrativa #plantasmedicinais

Referências bibliográficas:

  1. López PM. Manual práctico de fitoterapia. Descripción de las plantas medicinales y preparación de remédios naturales. Guíasprácticas Nº 4. Plantasmedicinales.net, 2017

  2. Raisi Dehkordi Z, Rafieian-Kopaei M, Hosseini-Baharanchi FS. A double-blind controlled crossover study to investigate the efficacy of salix extract on primary dysmenorrhea. Complement Ther Med. 2019 Jun;44:102-109. doi: 10.1016/j.ctim.2019.04.002. Epub 2019 Apr 5.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo