Princípios das combinações das ervas chinesas


Princípios das combinações das ervas chinesas


Na Medicina Tradicional Chinesa, as ervas não são comumente utilizadas de forma isolada, mas sim em combinações que chegam até a 19 ervas diferentes.

Para iniciantes no uso da fitoterapia é recomendável utilizar fórmulas mais simples para que se tenha maior domínio dos efeitos terapêuticos e dos possíveis efeitos colaterais.

As fórmulas são organizadas por doenças e como elas ajudam a equilibrar o corpo.

A classificação mais tradicional das fórmulas chinesas é a divisão por categoria relacionadas a sua ação do ponto de vista da Medicina Tradicional Chinesa (por exemplo, tonificar o Yin).

Para cada fórmula, o conhecimento do funcionamento conjunto das ervas é fundamental.

Quando se usa uma fórmula na fitoterapia devemos avaliar nosso estado antes do seu uso e após o período de uso recomendado, buscando um tempo para reflexão de como ela contribuiu (ou não) para a melhora do nosso estado de saúde.

Evidentemente, quando indicado por um profissional, há um suporte maior, permitindo que o paciente tenha um acompanhamento sobre os efeitos terapêuticos e os efeitos adversos das fórmulas da fitoterapia.

De acordo com a evolução clínica, os componentes das fórmulas podem ser alterados de forma a buscar uma crescente melhora do estado de saúde.


#fitoterapia #mtc #acupuntura #terapiascomplementares #medicinaintegrativa


Referências bibliográficas:

Chauhan, C. Chinese Herbal Medicine for Begignners - Over 100 Remedies for Wellness and Balance. Rockridge Press. Emeryville, California. 2020

Yang Y.Chinese Herbal Medicines - Comparisons and Characteristics. Churchill Livingstone. 2010

9 visualizações

Todos os Direitos Reservados ©2019 by medicofisiatra.com.br. Para uso de algum dos conteúdos entrar em contato conosco.