Papel dos legumes na nutrição energética


Papel dos legumes na nutrição energética


Os legumes representam todos os sabores e todas as variações da natureza térmica. A dietética chinesa acredita que os vegetais são o complemento ideal para os grãos.

  • Para tratar o excesso (pessoa robusta; voz alta e poderosa; sensação de calor, hiperatividade, características coléricas, extrovertida, língua com saburra espessa, pulso repleto): raiz de aipo (aipo-rábano), alface, espinafre, berinjela e tomate.

  • Para tratar a deficiência (pessoa fraca; voz fraca e quieta; tremor, freqüentemente cansado e exausto, língua inchada, pulso fraco): erva-doce, batata doce, batata, cenoura e repolho.

  • Para tratar o calor (rosto vermelho, sede de bebidas frias, agravamento da condição e dor com calor, língua vermelha, pulso rápido): tomate, pepino, brotos (bambu, soja, feijão mungo) e dente de leão.

  • Para tratar o frio (tremores, aversão ao frio, a condição e a dor pioram com a língua fria, pálida e inchada; pulso fraco e lento): alho-poró, cebola, cebola verde, erva-doce e cenoura.

  • Para tratar a umidade (sensação geral de peso, inchaço patológico e edema; distúrbios crônicos da fleuma, por exemplo, sinusite frontal, bronquite, cistos, tumores): corações de endívia belga.

  • Para tratar a secura (boca e lábios secos, pele rachada, mucosas secas): tomate, pepino.

#alimentaçãosaudável #nutriçãoenergética #dietoterapiachinesa #mtc #acupuntura #medicinaintegrativa #médicofisiatra


Referência:

Kastner, J. Chinese Nutrition Therapy - Dietetics in Traditional Chinese Medicine. Thieme 2004

8 visualizações

Todos os Direitos Reservados ©2019 by medicofisiatra.com.br. Para uso de algum dos conteúdos entrar em contato conosco.