top of page

Os Pontos Shu Dorsais


Os doze pontos Shu dorsais correspondentes aos doze Zang Fu situam-se ao longo do canal da Bexiga nas costas, 1,5 cun lateral à linha média. O termo 'Shu' significa transporte e o nome de cada um dos pontos Shu dorsais é composto pelo nome de seu Zang ou Fu correspondente, seguido de 'shu'. Por exemplo, o ponto Shu dorsal do Coração (Xin) é Xinshu B15, o que implica que o Qi do Coração é transportado entre o Zang e este ponto.

Os pontos Shu dorsais situam-se aproximadamente no mesmo nível anatômico que seus Zang ou Fu relacionados, assim Feishu B13, o ponto Shu dorsal do Pulmão, é o mais alto no nível de T3, depois o Pericárdio (Jueyinshu B14 em T4) e Coração (Xinshu B15 em T5), etc. O ponto Shu dorsal do Triplo Aquecedor (Sanjiaoshu B22) fica entre o Estômago e o Rim, ou seja, entre o jiao médio e baixo. Os pontos Shu dorsal também ficam mais ou menos opostos aos seus correspondentes pontos Mu frontais, assim Feishu B13, o ponto Shu dorsal do Pulmão, situa-se no mesmo nível da porção superior do Pulmão quanto no nível de seu ponto Mu frontal, Zhongfu P1; Shenshu B23, o ponto Shu dorsal do Rim, fica no mesmo nível que Jingmen VB25, seu ponto Mu frontal, e os próprios rins.

Além disso, há vários outros pontos shu dorsal que são independentes do Zang Fu e, portanto, normalmente não são incluídos na lista de pontos shu dorsais:

Dushu B16 (Shu do Vaso Governador), Geshu B17 (Shu do Diafragma), Qihaishu B-24 (Shu do Mar de Qi), Guanyuanshu B26 (Shu do Portão da Fonte), Zhonglushu B29 (Shu do Meio da Espinha), Baihuanshu B30 (Shu do Anel Branco) e Gaohuangshu B43 (Shu da Região Vital).


As funções dos pontos Shu dorsais

As doenças Yin viajam pela região Yang e as doenças Yang viajam pela região Yin. Os pontos Mu estão situados na região Yin, podem ser usados ​​para tratar doenças Yang; os pontos Shu estão situados na região Yang, podem ser usados para tratar doenças Yin.

Os pontos Shu dorsais devem ser selecionados principalmente em casos de deficiência e frio (Yin), e para doenças do Zang (Yin) em vez do Fu. As indicações clássicas para esses pontos incluem muitos exemplos de deficiência e frio, por exemplo:

  • Feishu B13: frio no Pulmão, atrofia pulmonar.

  • Xinshu B15: deficiência de Qi do Coração em crianças, assustadas e cautelosas com deficiência do Coração.

  • Danshu B19: deficiência relacionada a taxação.

  • Pishu B20: frio no Qi do Baço.

  • Weishu B21: frio e deficiência do Estômago frio.

  • Shenshu B23: surdez por deficiência do Rim, as cinco taxações e as sete lesões, defici~encia por taxação dos cinco Zang, frio crônico da água (Rim).

Existem inúmeras indicações clássicas para distúrbios por excesso entre os pontos Shu dorsal, por exemplo:

  • Feishu B13: peito cheio, dificuldade para respirar ao deitar.

  • Jueyinshu B14: opressão do peito, dor no peito e diafragma devido ao acúmulo de Qi.

  • Ganshu B18: dor e distensão da região costal lateral, plenitude e dor hipogástrica, plenitude do peito, muita raiva, transtorno maníaco-depressivo, epilepsia.

Os pontos Shu dorsais foram selecionados igualmente para qualquer padrão de seu Zang Fu correspondente, seja quente ou frio, excessivo ou deficiente, e de fato foram considerados pontos vitais para esses fins. No entanto, é provavelmente verdade que a maioria dos praticantes usa os pontos Shu dorsais do Zang com mais frequência do que os do Fu, e isso reflete a experiência de que, embora os pontos Shu dorsais do Zang sejam de fundamental importância clinicamente, os pontos Mu frontal pontos podem ser favorecidos para doenças do Fu.

Finalmente, devido à sua localização no canal da Bexiga, os pontos Shu dorsais, enquanto tratam o Zang Fu, claramente não tratam distúrbios do canal (além daqueles do canal da Bexiga). No entanto, eles são indicados em alguns casos para distúrbios dos órgãos dos sentidos que pertencem ao Zang Fu. Assim, Ganshu B18 é muito usado para distúrbios oculares, Shenshu B23 para distúrbios do ouvido e Xinshu B15 para "falta de força na raiz da língua".


Referências bibliográficas:

  1. Deadman P, Al-Khafaji M, Baker K. A Manual of Acupuncture. Journal of Chinese Medicine 1998. ISBN: 0951054678

  2. Focks, C. Guia prático de acupuntura: localização de pontos e técnicas de punção. Barueri, SP: Manole, 2008

  3. Yamamura, Y. Acupuntura tradicional - A Arte de Inserir. 2ª ed. São Paulo, SP: Roca, 2004

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page