Os componentes dos calçados


Os calçados possuem componentes que tem funções específicas auxiliam na proteção dos pés, na promoção do conforto e nos seus aspectos estéticos. O calçado pode ser dividido em dois componentes principais:

  • Porção superior: corte

  • Porção inferior: solado

O corte corresponde à parte superior do calçado e tem a função de cobrir e proteger a parte de cima do pé. Ele é dividido em gáspea (parte da frente) e traseiro (parte lateral e posterior do calçado).

A gáspea corresponde à parte frontal do sapato e compreende a porção que cobre desde os dedos até o peito do pé. Ela pode ser inteiriça ou composta por outra peça, a biqueira. Geralmente, ela pode ser composta por três elementos: a caixa dos dedos, as orelhas e a língua.

A caixa dos dedos é a parte mais frontal do calçado e compreende a porção que cobre os dedos dos pés. A orelha é a parte onde se coloca os ilhós para introduzir o cordão/atacador. A língua (lingueta ou pala) é a parte superior da gáspea e serve para proteger o pé do cordão (cadarço).

O traseiro é a parte de trás do sapato. Pode ser constituído por uma única peça ou possuir nas laterais várias peças: cano, orelha, entre outras.

O contraforte é um reforço colocado entre o traseiro e o forro, na região do calcanhar. O lateral é a porção lateral do calçado e o cano é um prolongamento da boca do calçado.

O forro é o revestimento interno do calçado e proporciona o acabamento interno ao calçado, o reforço da estrutura da sua estrutura, a absorção da umidade e o conforto. Ele pode ocupar toda a sua superfície ou apenas a região da gáspea ou do calcanhar.

A palmilha de acabamento pode ser feita de diversos materiais (couro, tecido ou plástico) e recobre o sapato internamente para acomodar a planta dos pés. Ele fica assentado sobre a palmilha de montagem e a alma.

A palmilha de montagem ela é uma importante parte estrutural do calçado e tem a finalidade de fixar o corte após a montagem do calçado, manter o formato da superfície da planta do pé, absorção do suor e promover resistência à constante pressão do caminhar.

A entressola é a camada intermédia colocada entre a palmilha de montagem e a sola e tem função estética ou funcional. É neste local que se faz o ajuste do calçado de acordo com o tipo de pisada. A sola é a parte externa inferior do solado, que está em contato direto com o chão.

O salto é um suporte fixado à sola na região do calcanhar e é destinado a a dar equilíbrio ao calçado. O tacão ou capa é colocado na parte inferior do salto e feito com material sintético duro e tem como funções, a proteção do salto do desgaste e a absorção do impacto do caminhar.

A alma é uma peça delgada posicionada longitudinalmente ao centro da palmilha e serve para dar firmeza no caminhar e sustentar a planta do pé.

A testeira é um reforço no bico do sapato, entre o forro e a gáspea e auxilia na proteção dos dedos, promove maior firmeza ao bico e melhora a apresentação do bico.

A vira é uma tira estreita do mesmo material da sola, colada ou costurada à volta do sapato.

#calçadosesportivos #fisiatria #medicofisiatra #medicinaesportiva #medicodoesporte #EuSouMedicodoEsporte


Referências:

  1. Asplund, C.A., & Brown, D.L. (2005). The Running Shoe Prescription. The physician and sports medicine, 33(1)

  2. Langone, KA. How to Evaluate and Recommend Athletic Shoes. Current Topics in Sports Podiatry 2000, 107-115

  3. Promjun, S., Sahachaisaeree, N. Factors Determining Athletic Footwear Design: A Case of Product Appearance and Functionality. Siriphan Promjun and Nopadon Sahachaisaeree / Procedia - Social and Behavioral Sciences 36 ( 2012 ) 520 – 528

  4. Shorten, MR. Running shoe design: protection and performance. Marathon Medicine 2000, 159-169

281 visualizações

Todos os Direitos Reservados ©2019 by medicofisiatra.com.br. Para uso de algum dos conteúdos entrar em contato conosco.