Nutrição energética na Fleuma Úmida Obstruindo o Pulmão (Tan Shi Zu Fei)


Essa síndrome abrange várias síndromes de fleuma pulmonar:

Fleuma-úmida que obstrui o Pulmão (Tan Shi Zu Fei), fleuma-revestimento de calor do Pulmão (Tan Re Zu Fei) e fleuma-revestimento de líquido do Pulmão (Tan Shui Zu Fei). Na prática, fleuma, fleuma-fria ou fleuma-revestimento térmico do Pulmão geralmente é um resfriado que se transformou em bronquite. Os fatores que promovem a produção e o acúmulo de fleuma incluem o Qi de defesa e a deficiência de Qi do Pulmão, bem como um Baço enfraquecido que transforma e transporta fluidos de maneira insuficiente.

Esses fluidos se acumulam, são transformados em muco e, na sequência do ciclo de geração (ciclo de Sheng), são transferidos da Terra (Baço) da “fase mãe” para o Metal (Pulmão) da “fase infantil”. A deficiência energética do Baço prejudica a rede do Pulmão no ciclo de geração. A mucosidade produzida pelo Baço é armazenada no Pulmão. Na Medicina Tradicional Chinesa, todos os distúrbios respiratórios que envolvem mucosidade - desde bronquite purulenta aguda, bronquite crônica até sinusite frontal ou maxilar aguda ou crônica - fazem parte da mesma categoria de síndrome.

Distúrbios agudos de mucosidade são relativamente fáceis de tratar com terapia nutricional. Quando as medidas dietéticas recomendadas são seguidas de maneira rigorosa e consistente, a terapia nutricional também pode tratar com sucesso congestão recorrente e crônica do trato respiratório. Em comparação, a acupuntura sozinha costuma ser terapia insuficiente para o tratamento dessas condições na prática.

A fisiopatologia chinesa diferencia entre síndromes de fleuma fria e quente.

A fleuma fria é fácil de tossir, de uma cor esbranquiçada e transparente, geralmente de consistência fina e exibe excesso de Frio.

A fleuma quente (fleuma-calor ou fleuma-fogo) é mais difícil de tossir e, dependendo de fatores clínicos e patogênicos, é viscosa, amarelada ou esverdeada, possivelmente até cor de sangue e pode cheirar mal ou até podre. Essa condição exibe claramente o excesso de calor.

Cada condição requer uma estratégia de tratamento diferente.

A fleuma-fria exige tratamento de aquecimento, por exemplo, suplementação de acupuntura e aquecimento, alimentos indutores de Yang ou ervas chinesas.

A fleuma-quente exige resfriamento, tratamento calmante com acupuntura, ervas chinesas e alimentos refrescantes. Ao tratar condições de fleuma-calor com alimentos refrescantes, verifique se o Qi do Baço e do Pulmão não fica mais enfraquecido.


Causas

As obstruções do Pulmão envolvem os fatores que levam à deficiência de Qi do Pulmão, bem como fatores que podem enfraquecer o Baço e o Estômago.


Terapia

Desprendimento da fleuma: E40, P5, VC22

Fortalecer o Baço e o Pulmão: BP3, B20, B21, E36, P9, B13, P7


Evitar

Alimentos que promovem a formação de líquidos e fleuma, como laticínios, alimentos gordurosos, excessivamente doces ou picantes, álcool, bananas e junk food.


Recomendações


Alimentos que tonificam o Qi do Baço e do Qi do Pulmão

Sabor: doce-neutro, doce-quente (Qi do Baço), amargo-frio (Secagem), picante-quente (Qi do Pulmão)

Frutas: pera, carambola, tangerina

Legumes: rabanete, aspargos, raiz de lótus, dente de leão, repolho napa

Grãos: tomilho, arroz, centeio, trigo sarraceno

Especiarias: gengibre fresco, manjerona, pimenta, cardamomo

Nozes e sementes: sementes de damasco, amêndoas, nozes


Alimentos para tratar condições de fleuma-calor

Vegetais: agrião, rabanete branco, aipo-rábano

Bebidas: chá de hortelã-pimenta, limão

Especiarias: menos picantes

Outros: grãos de soja, algas vermelhas, toranja, tangerinas, suco de limão, chá verde, suco de pera


Alimentos para tratar condições de mucosidade-frio

Bebidas: licores amargos (aquecem o corpo e removem a Umidade)

Especiarias: alho, gengibre, pimenta, canela, tomilho, cardamomo

Outras: cereja, milho, chá de gengibre


Alimentos para tratar condições de Calor no Pulmão

Frutas: maça, pera

Legumes: aspargo, rabanete, cenoura, dente de leão, tomate, cogumelos

Outros: chá verde, chá de hortelã-pimenta, feijão mungo, leite de soja, sal, alga marinha


Referência:

Kastner, J. Chinese Nutrition Therapy - Dietetics in Traditional Chinese Medicine. Thieme 2004

72 visualizações

Todos os Direitos Reservados ©2019 by medicofisiatra.com.br. Para uso de algum dos conteúdos entrar em contato conosco.