Nutrição energética - Dicas para a preparação de grãos


Nutrição energética - Dicas para a preparação de grãos

Na dietética chinesa, os grãos são sempre consumidos cozidos ou em decocção, nunca crus. Os grãos podem ser consumidos inteiros, moídos grosseiramente ou finamente (de preferência moídos na hora pouco antes do uso) ou enrolados em flocos.

Se possível, é interessante utilizar os grãos cultivados e processados ​​organicamente. É importante lavar os grãos antes de usá-los.

Para reduzir o tempo de cozimento dos grãos e torná-los mais digeríveis, deixe de molho por 3 a 10 horas antes de cozinhar. Isso reduz a fitina (ácido fítico, inibe a absorção de minerais) e torna os minerais mais disponíveis.

Cozinhar os grãos no líquido de imersão.

Não é necessário embeber o milho, o trigo sarraceno, o arroz ou o milho moído (polenta).

Para cozinhar grãos, use duas a duas partes e meia de água para cada parte do grão. Para a cevada, trigo-vermelho seco e não maduro e, principalmente, polenta, podem ser usadas três a quatro partes de água.

Cozinhar trigo sarraceno, milho, arroz branco, grosso, grãos moídos ou flocos de grãos por cerca de 20 a 25 minutos.

Cozinhar o arroz integral, grãos de trigo-vermelho por cerca de 45 minutos.

Cozinhar trigo, cevada e grãos de aveia inteiros por cerca de 1 hora.

Para obter melhores resultados, após o cozimento, retire a panela da fonte de calor e deixe os grãos descansarem, cobertos, por cerca de 30 minutos.

Sal, ervas ou temperos, se desejado, devem ser adicionados aos pratos de grãos após o cozimento.

Especiarias que tornam os grãos mais digeríveis: cominho, erva-doce, anis, coentro.


Referência:

Kastner, J. Chinese Nutrition Therapy - Dietetics in Traditional Chinese Medicine. Thieme 2004

6 visualizações

Todos os Direitos Reservados ©2019 by medicofisiatra.com.br. Para uso de algum dos conteúdos entrar em contato conosco.