Lúpulo


O INTUITO DA POSTAGEM É EDUCACIONAL E SE BASEIA NOS CONHECIMENTOS DA MEDICINA TRADICIONAL. A AUTO-MEDICAÇÃO DEVE SER EVITADA E A AVALIAÇÃO MÉDICA É DESEJÁVEL ANTES DE SE UTILIZAR AS PLANTAS MEDICINAIS.


O lúpulo é uma das três espécies do gênero humulus. Nativo da Europa, Ásia Ocidental e América do Norte. Embora seja frequentemente considerado um alpinista, não possui gavinhas ou outros apêndices para esse fim, mas caules robustos com pêlos rígidos e inclinados para baixo que usa para escalar. É uma herbácea perene que pode atingir oito metros de altura, com folhas palmadas-lobadas com 3 a 5 lóbulos dentados. As flores masculinas e femininas aparecem em plantas separadas, as primeiras, verde-claras, são reunidas em amentilhos. São utilizados como aromatizante e estabilizante na cerveja, os masculinos, amarelo-esverdeados, formam panículas. O fruto é chamado de aquênio.


Nome científico: Humulus lupulus

Nomes comuns: lúpulo, pé-de-galo.

Parte da planta utilizada: flores.

Composição: óleo essencial, flavonóides, lupulona, ​​humulone.

Ação farmacológica: sedativo, ansiolítico, relaxante.

Indicações: nervosismo, ansiedade, insônia.

Contra-indicações: não consumir durante a gravidez e lactação, e em caso de dispepsia.


Modo de emprego: aqueça 1/4 litro de água até ferver, adicione 2 colheres de chá de lúpulo e deixe em infusão por 15 minutos. Tome 2 xícaras por dia, a segunda pouco antes de dormir.


Alguns estudos mostram os benefícios do uso do lúpulo para depressão leve e sintomas de estresse, perfil metabólico, sintomas da bexiga hiperativa, e sintomas na menopausa.


#fitoterapia #lupulo #medicinatradicional #medicinaintegrativa #saudeintegrativa #plantasmedicinais


Referência bibliográfica:

  1. Abdi F, Kazemi F, Ramezani Tehrani F, Roozbeh N. Protocol for systematic review and meta-analysis: hop (Humulus lupulus L.) for menopausal vasomotor symptoms. BMJ Open. 2016 Apr 22;6(4):e010734. doi: 10.1136/bmjopen-2015-010734. PMID: 27105715

  2. Aghamiri V, Mirghafourvand M, Mohammad-Alizadeh-Charandabi S, Nazemiyeh H. The effect of Hop (Humulus lupulus L.) on early menopausal symptoms and hot flashes: A randomized placebo-controlled trial. Complement Ther Clin Pract. 2016 May;23:130-5. doi: 10.1016/j.ctcp.2015.05.001. Epub 2015 May 12. PMID: 25982391

  3. Gauruder-Burmester A, Heim S, Patz B, Seibt S.Cucurbita pepo-Rhus aromatica-Humulus lupulus Combination Reduces Overactive Bladder Symptoms in Women - A Noninterventional Study. Planta Med. 2019 Sep;85(13):1044-1053. doi: 10.1055/a-0946-2280. Epub 2019 Jul 1. PMID: 31261419

  4. Kyrou I, Christou A, Panagiotakos D, Stefanaki C, Skenderi K, Katsana K, Tsigos C. Effects of a hops (Humulus lupulus L.) dry extract supplement on self-reported depression, anxiety and stress levels in apparently healthy young adults: a randomized, placebo-controlled, double-blind, crossover pilot study. Hormones (Athens). 2017 Apr;16(2):171-180. doi: 10.14310/horm.2002.1738. PMID: 28742505

  5. López PM. Manual práctico de fitoterapia. Descripción de las plantas medicinales y preparación de remédios naturales. Guíasprácticas Nº 4. Plantasmedicinales.net, 2017

  6. Ponticelli M, Russo D, Faraone I, Sinisgalli C, Labanca F, Lela L, Milella L. The Promising Ability of Humulus lupulus L. Iso-alpha-acids vs. Diabetes, Inflammation, and Metabolic Syndrome: A Systematic Review. Molecules. 2021 Feb 11;26(4):954. doi: 10.3390/molecules26040954. PMID: 33670177

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo