Jasmin-do-imperador



O INTUITO DA POSTAGEM É EDUCACIONAL E SE BASEIA NOS CONHECIMENTOS DA MEDICINA TRADICIONAL. A AUTO-MEDICAÇÃO DEVE SER EVITADA E A AVALIAÇÃO MÉDICA É DESEJÁVEL ANTES DE SE UTILIZAR AS PLANTAS MEDICINAIS.


O Osmanthus fragans, também conhecida como jasmim-do-imperador, é uma espécie nativa da Ásia, encontrada na natureza na China, Japão e Sudeste Asiático, e é utilizada dentro da Medicina Tradicional Chinesa, com o nome de Gui Hua, para o alívio da tosse e da asma, a melhora da dor de estômago, o tratamento da irregularidade menstrual, o alívio das dores lombares e associadas às doenças reumáticas.

Em um estudo publicado este ano no Journal of Ethnopharmacology, Wang e colaboradores identificaram 183 componentes, entre eles destacam-se a ionona, o ionol, os flavonóides, os polifenóis e os iridóides, como as principais substâncias ativas.

De acordo com alguns estudos farmacológicos demonstraram que O. fragrans e seus componentes ativos apresentam uma ampla gama de atividades biológicas, tais como atividade antioxidante, antitumoral, anti-inflamatória, anti-hiperglicêmica, antitrombótica, anti-melanogênese, neuroprotetora, hepatoprotetora, entre outras.

Teoricamente, o consumo do chá do Osmathus fragans pode auxiliar no envelhecimento saudável, entretanto, não há estudos científicos avaliando a ação in vivo em humanos, apenas estudos in vitro.


A forma e o tempo de uso dos chás depende da erva utilizada e a sua quantidade na preparação da infusão. No caso do chá de Osmathus, recomenda-se uma preparação da infusão com 60 gramas de erva em 500mL de água, esperar esfriar e armazenar em um recipiente apropriado. Deve ser consumido 30mL, duas vezes ao dia, até acabar a infusão.


Nome científico: Osmanthus fragrans.

Partes usadas: flor

Temperatura e sabor: quente, seco. pungente, doce


Propriedades na Medicina Tradicional Chinesa:

  • Aquece os pulmões, limpa a fleuma fria - tosse e asma de catarro frio

  • Aquece o estômago, limpa o frio - dor ligada à invasão do Frio no estômago e abdômen, gastrite

  • Move o Qi, alivia a dor - amenorreia, dismenorreia, estagnação do Qi do fígado com leve ansiedade, dor e distensão, distensão abdominal e hipocondríaca,úlcera gástrica com leve dor e desconforto, amnésia, insônia, palpitação

  • Aquece os Rins - lombalgia, artrite e reumatismo,

  • Uso externo - enxaguante bucal para mau hálito e dor de dente, usado em preparações cosméticas para cabelo e pele, repelente de insetos

Evitar uso quando a pessoa for sensível a algum componente da planta.


Referências bibliográficas:

  1. Liao X, Hong Y, Chen Z.Identification and quantification of the bioactive components in Osmanthus fragrans roots by HPLC-MS/MS. J Pharm Anal. 2021 Jun;11(3):299-307. doi: 10.1016/j.jpha.2020.06.010. Epub 2020 Jul 5.

  2. Lu B, Li M, Zhou F, Huang W, Jiang Y, Mao S, Zhao Y, Lou T. The Osmanthus fragrans flower phenylethanoid glycoside-rich extract: Acute and subchronic toxicity studies. J Ethnopharmacol. 2016 Jul 1;187:205-12. doi: 10.1016/j.jep.2016.04.049. Epub 2016 Apr 27.

  3. Shi Y, Xia H, Cheng X, Zhang L. Genome-wide miRNA analysis and integrated network for flavonoid biosynthesis in Osmanthus fragrans. BMC Genomics. 2021 Feb 27;22(1):141. doi: 10.1186/s12864-021-07439-y.

  4. Song HY, Jeong DE, Lee M. Bioactivity-Guided Extract Optimization of Osmanthus fragrans var. aurantiacus Leaves and Anti-Inflammatory Activities of Phillyrin. Plants (Basel). 2021 Jul 28;10(8):1545. doi: 10.3390/plants10081545.

  5. Wang B, Luan F, Bao Y, Peng X, Rao Z, Tang Q, Zeng N. Traditional uses, phytochemical constituents and pharmacological properties of Osmanthus fragrans: A review. J Ethnopharmacol. 2022 Apr 8:115273. doi: 10.1016/j.jep.2022.115273.

  6. Wu L, Liu J, Huang W, Wang Y, Chen Q, Lu B. Exploration of Osmanthus fragrans Lour.'s composition, nutraceutical functions and applications. Food Chem. 2022 May 30;377:131853. doi: 10.1016/j.foodchem.2021.131853. Epub 2021 Dec 14.

  7. Zhang Y, Xiao F, Zhou Q, Diao T, Zhang M, Liu D, Wang Z, Huang T, Wu Y, Bai Y, Min Q. The Potential Protective Effect of Iridoid Glycosides Isolated From Osmanthus fragrans Seeds Against the Development of Immune Liver Injury in Mice. Front Pharmacol. 2021 Nov 8;12:760338. doi: 10.3389/fphar.2021.760338. eCollection 2021.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo