Gualtéria


O INTUITO DA POSTAGEM É EDUCACIONAL E SE BASEIA NOS CONHECIMENTOS DA MEDICINA TRADICIONAL. A AUTO-MEDICAÇÃO DEVE SER EVITADA E A AVALIAÇÃO MÉDICA É DESEJÁVEL ANTES DE SE UTILIZAR AS PLANTAS MEDICINAIS.


A gualtéria é um arbusto nativo do México, que se distribui em zonas úmidas e pântanos daquele país e nos Estados Unidos. Produz uma fruta vermelha marcante com aproximadamente 1 cm de diâmetro. Suas folhas são verdes brilhantes com bordas serrilhadas. A parte utilizada na fitoterapia são as folhas, seja para prepará-la em infusão, seja para obter seu óleo essencial, que, adicionado a um óleo transportador ou creme, é recomendado para massagear áreas doloridas.


Nome científico: Gaultheria procumbens.

Nomes comuns: gualtéria, amora-do-leste, amendoeira-americana..

Parte da planta utilizada: folhas.

Composição: gaulterine, fenol, heterosídeos.

Ação farmacológica: antirreumática, analgésica, anti-inflamatória.

Indicações: reumatismo, neuralgia, dores musculares.

Contra-indicações: alergia a algum dos seus componentes.

Avisos: o óleo essencial da gualtéria é apenas para uso externo.


Modo de emprego:

Uso interno: ferver um copo de água e adicionar uma colher de chá de folhas de gaultéria. Deixar descansar por 10 minutos. Tomar 2 a 3 xícaras por dia.

Uso externo: cremes ou óleos contendo óleo essencial para dores musculares e articulares.


#fitoterapia #gualteria #medicinatradicional #medicinaintegrativa #saudeintegrativa #plantasmedicinais


Referência bibliográfica:

López PM. Manual práctico de fitoterapia. Descripción de las plantas medicinales y preparación de remédios naturales. Guíasprácticas Nº 4. Plantasmedicinales.net, 2017

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo