Erva-carapau


O INTUITO DA POSTAGEM É EDUCACIONAL E SE BASEIA NOS CONHECIMENTOS DA MEDICINA TRADICIONAL. A AUTO-MEDICAÇÃO DEVE SER EVITADA E A AVALIAÇÃO MÉDICA É DESEJÁVEL ANTES DE SE UTILIZAR AS PLANTAS MEDICINAIS.


A erva-carapau é uma planta herbácea nativa da Ásia. Cresce em áreas pantanosas, rios e em geral onde há água abundante. É considerada uma espécie invasora, sendo muito difícil de erradicar uma vez que colonizou a área. Pode dizimar a vida aquática devido à falta de oxigênio que causa. Do ponto de vista medicinal, é usado como antidiarreico eficaz e em uso externo para problemas de pele.


Nome científico: Lythrum salicaria.

Nomes comuns: abre-o-sol, quebra-arado, vassourinha, erva-da-vida, erva-carapau, salgueirinha, salicária, salgueirinha-roxa.

Parte da planta utilizada: flores.

Composição: taninos.

Ação farmacológica: antisséptica, cicatrizante.

Indicações: diarreia, eczema.

Contraindicações: problemas de estômago.

Advertências: usar sempre fora das refeições.


Modo de emprego:

Uso interno: ferva 1/4 litro de água e despeje sobre 2 colheres de chá de erva-carapau. Deixe em infusão por 10 minutos. Tome 2-3 xícaras por dia.

Uso externo: ferva 50 gramas de erva-carapau em 1 litro de água. Depois de frio, aplique na área usando compressas ou gaze.


#fitoterapia #ervacarapau #medicinatradicional #medicinaintegrativa #saudeintegrativa #plantasmedicinais

Referência bibliográfica:

López PM. Manual práctico de fitoterapia. Descripción de las plantas medicinales y preparación de remédios naturales. Guíasprácticas Nº 4. Plantasmedicinales.net, 2017

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo