Cidrão


O INTUITO DA POSTAGEM É EDUCACIONAL E SE BASEIA NOS CONHECIMENTOS DA MEDICINA TRADICIONAL. A AUTO-MEDICAÇÃO DEVE SER EVITADA E A AVALIAÇÃO MÉDICA É DESEJÁVEL ANTES DE SE UTILIZAR AS PLANTAS MEDICINAIS.


O cidrão pertence à família das lamiaceae, com um aroma característico que lembra o limão. Tem folhas espiraladas, lanceoladas até 7 cm. Flores pequenas esbranquiçadas ou branco-violeta, agrupadas em espigas. Ele também tem flores perfumadas rosa. Cresce selvagem no Peru, Chile, Argentina, Paraguai, Uruguai e Rio Grande do Sul, de onde os conquistadores o introduziram na Europa no século XVII. É amplamente cultivada em jardins, mas seu desenvolvimento requer um clima ensolarado e úmido.


Nome científico: Aloysia citriodora.

Nomes comuns: cedrina, cidrão, cidrilha, cidrilho, cidró, erva-luísa, falsa-erva-cidreira, lúcia-lima e salva-limão.

Parte da planta usada: folhas.

Composição: flavonóides, óleo essencial.

Ação farmacológica: espasmolítica, carminativa, digestiva, ansiolítica.

Indicações: ansiedade, estresse, nervosismo, flatulência, dispepsia, espasmos intestinais.

Contra-indicações: alergia a algum dos seus componentes.


Modo de uso: aquecer 1/4 litro de água até ferver e despejar 1 colher de chá de cidrão. Deixar em infusão por 10 minutos. Tomar 2-3 xícaras por dia.


Um estudo sugere que o cidrão pode ser útil para melhora dos sintomas de pacientes com insônia.


#fitoterapia #cidrao #medicinatradicional #medicinaintegrativa #saudeintegrativa #plantasmedicinais


Referência bibliográfica:

  1. Afrasiabian F, Ardakani MM, Rahmani K, Azadi NA, Alemohammad ZB, Bidaki R, Karimi M, Emtiazy M, Hashempur MH. Aloysia citriodora Palau (lemon verbena) for insomnia patients: A randomized, double-blind, placebo-controlled clinical trial of efficacy and safety. Phytother Res . 2019 Feb;33(2):350-359. doi: 10.1002/ptr.6228.

  2. López PM. Manual práctico de fitoterapia. Descripción de las plantas medicinales y preparación de remédios naturales. Guíasprácticas Nº 4. Plantasmedicinales.net, 2017

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo