Bases gerais para o tratamento do excesso de Yang pela Medicina Tradicional Chinesa


O excesso de Yang exibe-se com diferentes níveis de intensidade e é um padrão comum de desarmonia na prática médica. É importante diferenciar o excesso real de Yang do excesso devido a um "falso" Yang ou "calor vazio". O excesso verdadeiro de Yang é um excedente de Yang a curto prazo. O excesso falso de Yang é o aparecimento de sintomas de excesso de Yang causados ​​pela deficiência de Yin, o que pode levar a uma aparência aumentada do caráter Yang.

A sedação do Yang pode inicialmente aliviar os dois padrões.

Se a causa for a completa deficiência de Yin, levando ao falso excesso de Yang, o Yin precisa ser reabastecido junto com a sedação do Yang para o restabelecimento de uma harmonia duradoura.


Sintomas

Pele avermelhada, hiperatividade, inquietação, ansiedade, voz alta, risada violenta, personalidade dominante, irritabilidade e tendência a explosões de raiva. O corpo sente calor, sede, tendência a ter dores de cabeça, tontura, zumbido, dor de cabeça na região temporal, gosto amargo na boca, transpiração excessiva, pressão arterial alta, episódios de apetite voraz com tendência ao ganho de peso.


Causas

Causas gerais: A maioria dos sintomas Yang é causada por um excedente relativo de Yang e resulta de uma deficiência de Yin no Intestino afetado. Tensões emocionais como estresse, estilo de vida agitado e emoções reprimidas como raiva e frustração prejudicam o Coração e Fígado. Quanto mais tempo um desequilíbrio emocional persistir, mais os órgãos serão prejudicados. O Fígado é especialmente sensível e pode sofrer danos profundos devido à estagnação prolongada do seu Qi quando o fluxo é bloqueado devido a emoções reprimidas.

Isso cria um equilíbrio precário que pode ser facilmente perturbado por efeitos Yang menores, como estresse ou dieta incorreta (consumo de álcool de alto teor alcoólico, especiarias picantes), provocando sintomas de ascensão do Yang do Fígado (Gan Yang Shang Kang) e de Fogo no Fígado (Gan Huo Shang Yan).

Causas alimentares: chá verde, água mineral, cerveja de trigo, tofu, feijão mungo, dente de leão, corações de endívia belga, chá de menta, leite de vaca, iogurte, queijo, queijo de cabra, queijo cottage, soro de leite coalhado.

Os pacientes geralmente preferem sabores picantes para relaxar o corpo e afrouxar os bloqueios emocionais existentes, ou sabores excessivamente doces para combater frustrações e tristezas. Sabores picantes-mornos e picantes-quentes, como todos os alimentos termicamente quentes, podem causar sintomas relacionados ao calor. Amargo-quente, assim como todos os outros sabores quentes, podem secar os fluidos corporais e esgotar o Yin do corpo. Esses sintomas de calor geralmente aparecem em combinação com mucosidade viscosa e quente e frequentemente resultam do consumo excessivo de alimentos muito oleosos ou gordurosos.

O Fígado é especialmente sensível ao calor e alimentos gordurosos e oleosos.


Prevenção pela nutrição energética


Evitar:

Todos os alimentos e bebidas energeticamente quentes, especialmente especiarias picantes, como curry, gengibre, alho e pimenta. Cebolas, álcool de alto teor alcoólico, métodos de aquecimento como fritar e grelhar. Diminuir o consumo de alimentos e carne termicamente quentes (abster-se de carne por quatro a seis semanas, principalmente cordeiro, carne bovina, aves e suínos). Diminua a ingestão de café, vinho tinto e sal.


Recomendado:

Alimentos Yin com sabor neutro-doce, fresco-doce, frio-doce, neutro-azedo, frio-azedo

Legumes: tomate, espinafre, pepino, aipo

Grãos: trigo, cevada

Frutas: maçãs, peras, frutas cítricas, framboesas, groselhas


Referência:

  1. Kastner, J. Chinese Nutrition Therapy - Dietetics in Traditional Chinese Medicine. Thieme 2004

118 visualizações

Todos os Direitos Reservados ©2019 by medicofisiatra.com.br. Para uso de algum dos conteúdos entrar em contato conosco.