top of page

As doze zonas cutâneas (pi bu)


As doze zonas cutâneas fazem parte de canais de energia que circulam mais superficialmente e, que tem como função, mover o Qi e o Xue para a superfície do corpo, nutrindo a pele e os poros, e atuando na proteção contra fatores patogênicos externos.

Figura 1 - Zonas cutâneas. São áreas pelas quais, segundo a Medicina Tradicional Chinesa, o Qi e o Xue dos meridianos mais profundos são transferidos para a superfície do corpo. Eles também têm uma relação direta com os meridianos tendinosos.


Elas são caracterizadas pela sua associação com os canais de energia principais e por não possuírem pontos próprios. Elas têm papel importante no diagnóstico das afecções dos canais principais, por meio das sensações patológicas, danos e alterações da cor da pele.


A sua função principal é a proteção do corpo contra agentes patogênicos externos promovida pelo Wei Qi, que circula por essas zonas cutâneas.


Além da capacidade de se realizar o diagnóstico das doenças dos órgãos e das vísceras pela análise das zonas cutâneas, é possível executar a terapia das zonas cutâneas, como o uso de gua sha, ventosaterapia, massagem, entre outras.


Referências bibliográficas:

  1. Focks, C. Guia prático de acupuntura: localização de pontos e técnicas de punção. Barueri, SP: Manole, 2008

  2. McCarthy, M. (2003). Palpatory literacy, Chinese therapeutic bodywork (Tui Na) and the remediation of head, neck and shoulder pain. Journal of Bodywork and Movement Therapies, 7(4), 262–277. doi:10.1016/s1360-8592(03)00044-5

  3. Yamamura, Y. Acupuntura tradicional - A Arte de Inserir. 2ª ed. São Paulo, SP: Roca, 2004

170 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page